empreendedorismo Finanças

Transição de carreira: como juntar dinheiro para pedir demissão e começar meu negócio?

Lidar com dinheiro assusta, eu sei. Naturalmente temos uma aversão a ter que lidar com essa coisa que faz muitos perderem o sono. Mas não é algo que podemos evitar.

Ou aprendemos a lidar com o dinheiro que temos ou teremos que aprender na dor das dívidas alguns anos mais tarde. Separei 4 dicas importantes para já iniciar o seu negócio com a mentalidade financeira adequada.

1. Faça uma Reserva Pessoal

Talvez você ache que dessa vez será diferente e que o seu negócio vai faturar muito logo no primeiro mês. Mas quero te contar uma coisa: é muito provável que o seu faturamento nos primeiros meses (e talvez até chegar a um ano) não seja conforme o planejado. Ou seja, se a empresa consegue apenas se sustentar, como poderia haver uma retirada de pró-labore (o salário do empreendedor)?

Por outro lado, suas contas não vão parar de chegar: o aluguel e a mensalidade da escola continuarão vencendo todos os meses. É importante que você, então, se antecipe para isso. Tenha uma reserva financeira pessoal para não depender do faturamento do seu negócio logo de imediato. Isso vai trazer tranquilidade e vai propiciar melhores decisões no seu empreendimento.

2. Saiba quanto vai custar para abrir e manter o seu negócio nos primeiros meses

Não adianta achar que tudo vai cair do céu, isso é um fato. Muita gente começa o negócio sem saber ao certo quanto vai custar para abrir, quanto precisa de estoque inicial ou de capital de giro. É um erro enorme.

Tenha todos os custos listados antes de iniciar para que não tenha uma surpresa desagradável no meio do caminho. Se for pra descobrir que o que você tem não é suficiente, melhor descobrir o quanto antes para poder decidir como resolver.

3. Separe a conta da empresa da sua conta pessoal

Logo no início essa separação pode não fazer muito sentido. Mas acredite, começar já no modelo correto vai fazer muita diferença nos resultados financeiros da sua empresa. Quem não gosta de fazer a gestão financeira nem da própria vida vai precisar se esforçar um pouco mais.

Serão dois controles independentes, mas é somente assim que você conseguirá ter noção clara de quanto está entrando, quanto está saindo e quanto sua empresa está faturando realmente.

4. Entenda que o lucro da empresa não é o seu salário

E para fechar, a dica mais importante: você não pode retirar tudo que a empresa fatura. Nem todo o lucro líquido. Uma empresa precisa de reserva de dinheiro para reinvestir, pagar os fornecedores e lidar com os altos e baixos do mercado.

Existem duas posições distintas: você no papel de trabalhador recebendo um pró-labore e você no papel de empreendedor recebendo a divisão de parte dos lucros da empresa. Parte dos lucros, percebeu?

O melhor a fazer é definir uma periodicidade (trimestral, anual…) para retirar essa parcela de lucro conforme situação de caixa da empresa. E ao longo do ano, mês a mês, é com o pró-labore que você precisa organizar seu orçamento mensal.

Ter uma gestão financeira descomplicada é mais simples do que parece. Algumas habilidades são extremamente importantes: consistência, disciplina e organização. Seja consciente das decisões financeiras que está tomando e a empresa terá mais chances de não se enrolar. 

0 comentário em “Transição de carreira: como juntar dinheiro para pedir demissão e começar meu negócio?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: