Design Thinking Marketing Redes Sociais

Como melhorar o desempenho das redes sociais utilizando o Design Thinking

Sem dúvida, as redes sociais estão em alta. É uma forma relativamente barata de comunicar, encontrar clientes e vender. Quase todas as pessoas que têm Instagram seguem alguma empresa ou marca e a maioria já comprou algum produto que conheceu por lá, segundo nossa pesquisa exclusiva. Mas, quanto mais as empresas usam as redes sociais como ferramenta de Marketing, mais os usuários deixam de notar essas empresas. Ou seja, Instagram e o Facebook passam a ser tão comerciais que as empresas passam a vender cada vez menos por essas redes.

Uma solução para se diferenciar da concorrência e de tantos perfis que fazem as mesmas coisas é inovar. Por exemplo, um restaurante na Itália resolveu vender seus pratos cobrando postagens: um post no perfil de quem tem de 5 a 10 mil seguidores vale uma refeição. O Instagram da Prefeitura de Salvador posta fotos da cidade de uma maneira que o feed fica super organizado e bonito, valorizando os fotógrafos. A Pony Veículos passou a falar dos carros vendidos de uma forma super sincera e atraiu mais de 17 mil seguidores.

Mas como fazer diferente? Como inovar? Como ser original e criar um perfil nas redes sociais que as pessoas realmente gostem de seguir e compartilhar com os amigos?

Há basicamente duas opções: esperar que surja uma inspiração ou se preparar e ir atrás de fazer a inovação. Qualquer um pode se preparar, e uma das formas de criar coisas novas é utilizando o Design Thinking. O Design Thinking é uma abordagem para criar soluções que sejam desejáveis, possíveis e viáveis para o cliente. Entre seus objetivos está entender melhor o cliente para oferecer o que ele procura.

Para fazer algo diferente, há duas opções: esperar uma inspiração divina ou se preparar e conhecer ferramentas que te ajudam a inovar, como o Design Thinking.

Já falamos sobre como o Design Thinking ajudou a Samsung a vender mais televisões e a como um asilo da Alemanha resolveu o problema da fuga de idosos. Cada empresa é única com seu público-alvo específico. Então, cada solução também precisa ser única. Utilizar o Design Thinking faz que você conheça, de fato, como o seu cliente se comporta e o que ele deseja, ao invés de utilizar soluções genéricas, criadas muitas vezes para quem não é o seu cliente.

Assim, para redes sociais podemos utilizar o Design Thinking para:

  1. Criar suas personas de acordo com o que os clientes reais pensam, sentem e se comportam, ao invés de supor como eles são;
  2. Se libertar do comum e gerar (muitas) ideias inovadoras;
  3. Conhecer técnicas para escolher as melhores ideias para colocar em prática;
  4. Entender o que de fato funciona para seu cliente (por exemplo, é melhor um post amarelo ou azul? Uma foto de corpo inteiro ou só de rosto? Um sorteio que dá vale-compras ou um produto?);
  5. Conhecer o gatilho que faz que seu seguidor vire seu cliente;
  6. Saber onde investir para gerar mais vendas (por exemplo, fazer vídeos ou fotos mais produzidas? Gastar com uma fachada bonita ou oferecer lanches para os clientes?);
  7. Entender o que as pessoas que nunca curtiram ou comentaram seus posts pensam a respeito de você;
  8. Saber o que postar para gerar mais vendas;
  9. Criar promoções que seus clientes achem sensacionais;
  10. Saber o que você pode fazer para aumentar o preço dos seus produtos.

Conhecer aplicativos, postar frequentemente e ter fotos bonitas é o que todos já fazem. Para se destacar de verdade, é preciso inovar.

Um bom gerenciamento de redes sociais vai muito além de conhecer aplicativos, tirar boas fotos e ter um bom design. Isso é o básico. Isso muita gente já faz. Empresas com melhores desempenho nas redes são aquelas que traçam estratégias e fazem diferente dos concorrentes. São aquelas empresas que realmente surpreendem as pessoas, oferecendo muitas vezes aquilo que elas nem sabiam que precisavam. Sem dúvida, aplicar o Design Thinking pode ser um excelente caminho para se diferenciar e chamar a atenção dos clientes.

A Sempreende está com uma turma aberta para o curso de Design Thinking. Para saber mais informações e fazer a inscrição, basta clicar neste link.

Co-Fundador da Sempreende. PhD researcher (USP) em Marketing de Serviços. Mestre em Empreendedorismo e Inovação pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Pós-graduado em educação para adultos. Revisor da Revista de Administração e Inovação e da Revista de Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas. Tem experiência na coordenação de eventos relacionados a Empreendedorismo e Inovação em universidades. É autor de diversos artigos científicos publicados nas áreas de Marketing e Empreendedorismo. Por dois anos, atuou como professor de cursos de graduação na UFG, tais como Administração, Ciências Contábeis e Engenharias. Já ministrou módulos de Marketing e foi orientador de TCCs em cursos de pós-graduação da UFG.

1 comentário em “Como melhorar o desempenho das redes sociais utilizando o Design Thinking

  1. Tive o prazer de participar do último curso ministrado de Design Thinking, achei um excelente curso, feito na prática com total interação entre os alunos, deixando o ambiente leve e descontraindo, de forma que em nenhum momento fica massante, nem tedioso. Super indico a todos que tiverem interesse.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: